quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Enquete: No casamento O que importa AMOR ou SEXO


Enquete: No casamento o que tem peso maior

AMOR ou SEXO



A sexualidade é um dos maiores problemas para o ser humano. Ela é motivo freqüente de sofrimento familiar, desilusões e frustrações de vários tipos. Ao mesmo tempo, a sexualidade é algo bastante difícil de entender.

TELMA DIZ:

Com certeza o amor tem peso maior.
Eu acho que tem 2 pontos a observar.
1. As vezes as mulheres dizem isso, por seus parceiros não saberem como fazer as mulheres sentirem orgasmo, as vezes eles acham que só por penetrar na mulher, elas tem que se satisfazer, e não é bem assim.
2. As vezes essas mulheres não pedem ou tem vergonha de dizer ao marido o que querem, para se sentirem satisfeitas, (esse era o meu caso).

Mas mesmo assim, não seria motivo para traição.

Passei muitos anos sem sentir prazer na relação, graças a ajudinha da And, melhorei e muito meu "bel prazer" e ainda estou casada.
Telma




AND DIZ:



AMOR, claro.
Que graça tem (no casamento) sexo sem amor?
Sexo sem amor, vc faz com qualquer uma.
Mas, ao contrario, vc poderia ficar sem sexo, se houvesse realmente amor ( incondicional )
experiencia propria.
Alias, pensem comigo...
Porque as pessoas se casam???????????????????
para ter sexo?
ou
para ter amor?

Veja bem. Para ter sexo, NAO PRECISA SE CASAR ok? Basta ter um relacionamento estavel, fiel, e duradouro. Nao precisa unir na mesma casa, juntas as roupas, assinar papel, ter filhos, dividir a vida e etc... Essa ideia de "juntas as tralhas", é moderno.

Se o sexo, é mais forte que o amor, NAO DEVERIA HAVER CASAMENTO, certo? Afinal, para ter sexo, basta ir à esquina.

As pessoas se casam, porque buscam alguem que os complete. E ninguem completa ninguem, com sexo, pois, qualquer homem pode fazer sexo com uma mulher, e ponto. Mas as pessoas buscam: atenção, afeto, carinho, alguem para compartilhar a vida, alguem que sorria com vc, que chore com voce, que te ouça, alguem que, tenham defeitos para contrastar com sua qualidade, e, que tenha qualidade para contrastar com seus defeitos, COMPLEMENTAR.

ninguem se casa com a ideia de ter apenas sexo. E alias, NENHUM casal vive só de sexo. *rss

Nao ha como sexo ser a base. Quem tem a ideia de que somente sexo é a mais importante em um casamento, tem algum disturbio traumatico ai na sua infancia.... nao consegue ver no outro alguem para o completar.. busca apenas prazer corporal...

e outra.... quem aqui faz sexo 24h? quem se alimenta de sexo? quando está doente, e precisa de cuidados, faz sexo como remedio, ou, recebe um carinho do conjuge? Quem esta aflito, angustiado, as vezes deprimido, que vive de sexo, e nao de afeto?

gente, o amor (afeto) é mais importante, para qualquer pessoa.

Sabe aqueles celibatados, muitos deles vivem sem a pratica do sexo, mas nenhum deles conseguem viver isolados, sem afetividade... necessitam do outro... sempre.

Precisamos um dos outros, de forma afetiva, e nem sempre afetivo-sexual.

Embora, homens e mulheres sejam diferentes ( e muitooooooooooooooooooooo ), o homem, necessita do sexo, mas, sem afetividade ele tbm nao vive.

Coloca um homem, trancado numa torre com uma mulher feia, que nao gosta de conversar, que o maltrada, o despreza, rejeita, nao tem amor por ele, mas, que faz sexo com ele 3 x ao dia. Uma hora, esse homem vai sucumbir na sua angustia e depressao. Por mais sexo que ele tenha, ele nao suportará viver sem amor.

Duvida disso? Faça a experiencia!!! *rs

Sexo é tudo pra vc? Amor nao tem sentido? Beleza.. faça uma experiencia. Tenha sexo com alguem que te despreza. Que te rejeita. Que vc nao ama... e depois me conte se o prazer foi realmente bom.. ou, se no final de tudo, nao restou apenas a solidão e a culpa. Uma tristeza te dizendo que esta faltando alguma coisa..... é o amor que falta !


*rsss


Paulo, um homem muito sabio, entendeu essa questao bem..
SEM AMOR, NADA vale.
o maior peso, seja na amizade, no casamento, no relacionamento familiar, é sim, o amor.
O amor TUDO pode, TUDO suporta.

Se o sexo fosse realmente o maior peso em um casamento, como fica a pessoa tetraparaplegica? que nao consegue ter relação sexual? Sera mesmo que o SEXO é TUDO num casamento?

sem amor, NADA vale. Nem mesmo o sexo, por mais bem feito que seja, e por mais prazeroso que seja.

O sexo, satistaz um desejo do corpo, e desejo do corpo, dá e passa. Mas o amor, supre os desejos mais intimos da nossa alma. E esse, não passa.

Alias, o amor é o unico sentimento eterno. É o fundamento de tudo. O amor, é a base da nossa relação com o Senhor, da nossa relação com o proximo, e com nosso conjugê.

Quem ama, de verdade, incondicionalmente, fica até mesmo sem o sexo, se for necessario.

A pessoa que busca somente o prazer corporal em um relacionamento, tem serias dificuldades em manter um relacionamento estavel. E nesse caso, precisa fazer uma analise para identificar o motivo pelo qual a pessoa nao consegue se aprofundar nos relaciomentos, buscando apenas o prazer superficial.

Sexo, nao cobre carencia emocional-afetiva. Sexo, é satisfação de desejo. Amor, é completude, é a ancora da vida.

Sem amor, sexo é apenas animal. Cachorro, faz sexo com uma cachorra hj, daqui a pouco com outra, e e assim vai... nao tem alguma relação afetiva.

Agora me diz, que graça tem viver uma relação assim? Já que todos nós buscamos no outro, uma completude afetiva? Se o outro, nao me completa afetivamente, posso fazer sexo até morrer, e vou morrer sem ser feliz.

Tenho certeza que muitas pessoas conseguem viver feliz, sem sexo.

Mas, NINGUEM nesse mundo todo, consegue ser feliz, sem AMOR. Ainda que seja apenas o amor proprio.


RONALDO DIZ
Também concordo em gênero, numero e grau com você And

Mas, não refutando o que você disse - somente para apimentar um pouco mais. Então por que tem mulheres que traem os seus esposos dizendo que eles não são bom de cama (ou de sexo como queira)?

Ronaldo


Rosângela
SEXO
...Poderia dar uma explicação por que acha o sexo?. Lógico a sua resposta já está a contento, porém só para dar uma sustância mais aprimorada ao que enfatiza de forma tão veemente. Levando em consideração que as mulheres têm dificuldades - algumas diga-se de passagem - para chegar ao orgasmo nos dias de hoje. Esse é o ensejo de ser tão inquisitivo. Entende?

Ronaldo


ROSANGELA DIZ
Bem eu acho mais importante numa relação o Amor.. (respeito, confiança) sentimentos.. aquele q vc alimenta com amor...

mas pela minha experiência conjugal, para o homem é mais importante SEXO, uma vez que por sexo meu marido jogou fora um casamento de 16 anos, familia, filhas e patrimônio por uma piriquita...(um pedaço de carne mijado)....

para o homem se sentir amado - basta ter sexo
amor pra ele é Sexo.

RONALDO DIZ
Bem colocado.
Infelizmente muitos são ludibriados por balelas. Me faz lembrar uma questão relevante em que você mesmo enfatizou o fato de estarmos vigilantes quanto à essa colocação propriamente dita.

fica na paz!

AND CONTINUA...

um resumo rapidex..

Homem:
o primeiro objeto de amor do homem, é a mãe.
No complexo de edipo, continua sendo a mãe.

Mulher:
o primeiro objeto de amor é mãe.
No complexo de edipo passa a ser o pai.

: no Homem, o complexo de edipo se dá assim: ( por volta dos 4 a 5 anos )
1 - se o pai é ativo ( emocionalmente - um pai presente, com autoridade paternal e etc.. ) e a mãe passiva...
tipo, a mãe reconhece que o pai é o poderoso, e mae se submete a seu poder. O menino olha para o pai, admira o pai forte e quer imita-lo.. ele apaixona-se pela mãe, quer ter a mae, mas o pai nao deixa. Ele frustra, e acontece a castração. O menino agora vai imitar o pai ( para ter a mae ).. veste roupas do pai, quer barbear como o pai.. e etc..
Esse menino quando cresce, se torna parecido com o pai, e vai buscar uma mulher como a mãe, passiva.

Se o pai é um pai agressivo, e a mae nada faz, ha duas possibilidades:
a - o menino se torna agressivo como o pai, e busca uma mulher passiva como a mae
b - o menino se torna passivo e para se diferenciar do pai, e acaba encontrando uma mulher agressiva.

2 - Se a mae é forte, e o pai passivo:
a - o menino imita o pai se tornando passivo, e busca encontrar uma mulher que seja forte
b - o menino quer ser diferente do pai, se tornando agressivo, e busca encontrar uma mulher passiva para ser diferente da mae.

Na menina:
a menina tem a mae como objeto de amor. Depois, a mae se torna uma rival ( daí vem o fato das mulheres serem rivais umas das outras, e de terem mais dificuldades em manter uma amizade - sem qualquer tipo de rivalidade - diferente dos homens, que mantem amizades insentas de qualquer rivalidade ) e apaixona-se pelo pai.

1 - se a mae é forte e o pai passivo:
a - a menina se torna agressiva como a mae, e busca um homem passivo como o pai.
b - a menina quer ser diferente da mae, e busca um homem agressivo, ja que nao teve o pai agressivo.

2 - se o pai é agressivo, e a mae passiva:
a - a menina se torna agressiva, e quer busca um homem passivo
b - a menina é passiva, e busca ho homem a agressividade do pai.


Com isso, temos vários problemas...

A menina, quer um homem que seja agressivo, por ex, sexualmente. (porque ela transfere para o marido a agressividade do pai ).. entao, nesse caso, o homem precisa ser agressivo na cama.. (nao digo agressivo de bater - mas esse caso tbm existe, é o maso e sadismo - mas acho que nao entra aqui nesse momento )... Entao, a mulher vai ter um homem passivo, e nao vai encontrar nele a agressividade que ela busca - frustra, e é onde ela diz que "o homem nao a satisfaz na cama"....

Mas o que ela busca é o pai agressivo, e não um sexo agressivo. O sexo, no caso, passa a ser o objeto de sublimação dessa libido. É onde ela descarrega a fixação na fase edipiada ( onde teve o pai agressivo e um trauma ). Ela lança essa libido para o sexo.
É a mulher que tem muito desejo sexual... e só se satisfaz sexualmente...
Mas o que ela quer, é o AFETO do pai...

bem, é isso... to saindo.... depois falo mais ..


existem varios casos para explicar.. mas é muita coisa..

Tenho uma amiga ( nao sei se ela esta aqui no grupo ), que é exatamente esse caso do pai agressivo, e ela sublima no sexo, e transfere para o marido essa agressividade do pai... ela quer que o marido seja "agressivo na cama".. e se frustra, porque ele NAO É o PAI agressivo *rssssss..... ai, nesse caso, uma terapiazinha irá ajuda-la a entender suas questoes...

rsss

Bjsssssss



A sexualidade é um dos maiores problemas para o ser humano. Ela é motivo freqüente de sofrimento familiar, desilusões e frustrações de vários tipos. Ao mesmo tempo, a sexualidade é algo bastante difícil de entender.

Seus mecanismos são complexos e, seus problemas, de difícil resolução.. Os princípios expostos a seguir poderão ser de muita utilidade para a compreensão dos problemas que afligem tanto as pessoas, e para possível solução dos mesmos.

Na realidade, sexo no casamento é um detalhe de um relacionamento global. Toda a vida do casal está envolvida nisso. Bom relacionamento sexual depende de boa convivência.

• É necessário exercitar a paciência. Maridos jovens tendem a ser mal controlados, não dando tempo à esposa para sua realização, levando-a a se sentir infeliz. Com o passar dos anos, o marido tende a se tornar muito mais adequado no seu relacionamento com a esposa, vindo a dispor do equilíbrio necessário. Por outro lado, as esposas precisam também de tempo para se integrarem à sua sexualidade e aprenderem a sentir prazer.

Uma pesquisa indica que, entre mulheres sexualmente ativas, as de 15 anos têm uma proporção de satisfação de 23%. As de 20 anos chegam a 53% e as de 35 anos, alcançam 90% de realização sexual. Isso significa que casais jovens precisam ter paciência para alcançar a plenitude sexual. Isso leva tempo.

• O casal precisa do máximo de convivência. Alguns casais apresentam certas dificuldades simplesmente porque não convivem. Veja a recomendação aos maridos israelitas: “Quando um homem for recém-casado, não sairá à guerra, nem se lhe imporá cargo público; por um ano inteiro ficará livre na sua casa, para se regozijar com a sua mulher, que tomou” (Deut. 24.5).

Qualquer casal que não tiver alcançado um nível adequado de ajustamento sexual deve procurar ajuda de um conselheiro ou de um profissional especializado.
DIFICULDADES A VENCER
Não é raro casais apresentarem dificuldades várias no relacionamento sexual repercutindo negativamente na vida total da família. Essas dificuldades precisam ser reconhecidas e superadas através de esforço.

CORRIGINDO OS EFEITOS DE UMA EDUCAÇÃO INADEQUADA
Muitas pessoas são vítimas de má educação na área da sexualidade, manifestando, via de regra, uma negação da mesma. Essa negação consiste em um mecanismo psicológico pelo que se tenta afastar a realidade da vida sexual. Há casais que se quer conseguem conversar sobre o assunto.

Uma mulher relatou um sonho no qual ela se via como não possuindo órgãos genitais e se sentia muito bem. Para ela, a sexualidade era um peso que tinha de carregar.

Má educação também leva as pessoas a verem sujeira e imundícia na experiência sexual. Um marido se expressou assim: “sabe, Pastor, minha mulher é capaz de lavar fraldas, lavar vaso sanitário e até cuidar de um cão leprento. Não entendo porque ela tem nojo de mim que sou limpo e saudável”.

Boa educação sexual dentro da perspectiva cristã nos permitirá ver o sexo como fazendo parte dos propósitos de Deus para nós, principalmente como força de atração a manter próximos o marido e a mulher, e como forma sublime de expressar amor. Podemos ver o sexo como coisa digna e honrosa, porque Deus nos criou assim, sexuados, e tudo o que Deus criou é bom.

Um comentário:

  1. muito bom deus abençoe vcs gostei muito estou aprendendo também

    ResponderExcluir